Sábado, 14 de Maio de 2011

Geovanna Tominaga bate um papo com o ator Domingos Montagner

Link http://videoshow.globo.com/videos/v/geovanna-tominaga-bate-um-papo-com-o-ator-domingos-montagner/1498734/#/Programa/20110502/page/1

publicado por artedetodos às 21:50
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
Sábado, 23 de Abril de 2011

Domingos Montagner sai do picadeiro para viver o Rei do Cangaço

Ator acredita que a energia do circo vai ajudá-lo a construir Herculano

Capitão Herculano será bandido e herói em Brogodó

Como palhaço, Domingos Montagner já fez muita gente rir e se deslumbrar com a magia do circo. Em sua primeira novela, o ator terá que conter o riso ao interpretar o temido Capitão Herculano, Rei do Cangaço e pai de Jesuíno (Cauã Reymond). Paulista, formado em teatro e dono de um circo, Domingos diz que a experiência no picadeiro está ajudando na construção de seu personagem: “Eu trago a energia do teatro, do circo, da rua. Herculano é totalmente rústico, vigoroso e um líder”.

Quais trabalhos já fez na televisão?

É minha primeira novela e na televisão fiz poucas coisas. Fiz o seriado Mothern, no GNT, e participações em Força Tarefa e em A Cura. E agora acabei de participar do seriado Divã. Fiz um amante da personagem da Lília Cabral.

Sua origem é do teatro e você é dono de um circo. Como é a sua relação com essa arte?

Eu tenho um circo que se chama Circo Zanni, que fica em São Paulo, e é formado por nove artistas. Eu faço a direção, além de atuar como apresentador e palhaço. Fiz escola de circo, em São Paulo. Já fui trapezista um tempo, mas sempre desenvolvi a arte do palhaço. Trabalho no teatro há mais de 20 anos e já fiz parte de várias companhias. Hoje, faço uma dupla de palhaços, na companhia La Mínima, com o Fernando Sampaio. Nós nos baseamos no palhaço de picadeiro, com técnicas circenses e acrobacias cômicas. O La Mínima se apresenta em teatro e na rua, a companhia é de humor e de circo. Minha ligação sempre foi para o lado do palhaço e eu sei bem o trapézio. Minha formação é do teatro de circo.

O que você traz do teatro de circo para o cangaceiro Herculano?

Eu trago a energia do teatro, do circo, da rua, pois acho que vai caber no personagem que é totalmente rústico, vigoroso e líder. Eu estou tentando fazer a construção desse personagem através de algo que se traduza em liderança e também quero mostrar o lado da vilania, da arrogância, do poder pelo medo que o Herculano tem. A energia cênica que eu tenho, vinda do teatro de circo, está me ajudando muito nisso. E eu trabalho com uma linha de teatro muito popular, que a televisão também tem. Sempre tive curiosidade de fazer TV.

O que você espera que o público pense sobre Herculano?

O personagem me seduziu muito, pois ele tem uma força muito grande e é muito importante nos acontecimentos e conflitos da trama. Eu acho que ele vai ter uma identificação muito grande por parte do público, porque os cangaceiros sempre tiveram uma característica muito popular. Em Cordel Encantado, a gente está construindo o cangaceiro de uma maneira romântica, não é uma abordagem muito realista. A novela tem um componente interessante ao unir o cangaço com a nobreza. Acho que o povo vai ter uma grande simpatia por Herculano.

publicado por artedetodos às 22:30
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Geovanna Tominaga bate um...

. Domingos Montagner sai do...

.arquivos

. Maio 2011

. Abril 2011

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds