Sábado, 23 de Abril de 2011

Rei Augusto paga fiança e livra Maria Cesária da cadeia

Cozinheira fica muito agradecida, mas triste ao saber que ele vai embora de Brogodó

 

 

Rei Augusto encontra Maria Cesária e garante que vai tirá-la de lá

Acreditando que sua filha está morta, Rei Augusto (Carmo Dalla Vecchia) volta ao palácio do governo disposto a arrumar tudo e voltar para Seráfia. Até que a Rainha-mãe Efigênia (Berta Loran) traz uma notícia urgente: Maria Cesária (Lucy Ramos) foi presa acusada de roubo.

Sem pensar duas vezes, o rei corre para a delegacia. Batoré (Osmar Prado) leva um susto ao se deparar com Augusto em frente a sua mesa. “Quero falar com Maria Cesária imediatamente!”, exige.

Em um canto da cela, a cozinheira chora e reza. Ao avistá-lo, Maria Cesária afirma que não roubou nada. O rei a abraça e garante que vai tirá-la de lá.

Augusto paga a fiança e o delegado a libera

“Maria Cesária, um rei convive com todo tipo de gente... Eu conheço as pessoas. Não precisa se explicar. Tenho certeza de que você não pegou nada”, diz.

Augusto pergunta ao delegado se ele tem provas que incriminem Cesária. Dona Ternurinha (Zezé Polessa) diz que seu depoimento já basta e Batoré afirma que ela continuará presa até o dinheiro aparecer.

“A não ser que alguém pague uma fiança pra ela responder ao processo em liberdade! Não é, delegado?”, sugere Patácio (Marcos Caruso) maliciosamente.

Rei Augusto garante que vai pagar o que precisar para tirá-la da cadeia. O líder de Seráfia volta com o dinheiro e Maria Cesária é liberada.

Ela fica muito agradecida e o rei faz questão de deixá-la em casa. Augusto conta que descobriu que sua filha morreu há muitos anos e por isso está indo embora de Brogodó. Maria Cesária não esconde a tristeza e pergunta se os dois ainda se encontram antes de ele partir. “Certamente!”, responde o rei e beija a mão da cozinheira.


 

 

publicado por artedetodos às 19:29
link do post | comentar | favorito

Do teatro para a TV: Zé Celso Martinez estreia como Amadeus

Ator e diretor faz seu primeiro papel na televisão como um astrólogo e conselheiro do Rei Augusto

Em sua estreia na TV, Zé Celso Martinez será conselheiro do rei

Com uma grande carreira no teatro, como ator e diretor, José Celso Martinez Correa faz sua estreia na televisão em Cordel Encantado. Ele vai viver Amadeus, um astrólogo, conselheiro de Rei Augusto (Carmo Dalla Vecchia) e quem interpreta os sonhos da majestade. Zé Celso diz que sempre teve curiosidade de trabalhar na TV e explica porque só agora aceitou um convite: “Estou adorando. Só não fiz TV antes porque não tinha tempo, estava em um efeito coelho: produzindo e criando muito!”, brinca.

Zé Celso é um dos principais diretores da história do teatro brasileiro, fundador do Teatro Oficina. Ele estudou na Faculdade de Direito da USP, onde encontrou parceiros para sua companhia. Suas opções estéticas influenciam a cena teatral até hoje e por isso ele é considerado uma das personalidades mais criativas do ramo. Agora, Zé Celso tem planos para trazer suas ideias para as telinhas. “Meu sonho é fazer uma minissérie, mas com participação do público, que transcenda o cinema e a TV. Uma obra sobre a vida de Cacilda Becker. Filmar com a presença do público, fazer ele atuar junto. Eu quero me aproximar aos poucos da televisão, e fazer algo novo nela. Minha inspiração é o Chacrinha, sinto falta da liberdade que ele tinha na televisão”, declara.

Em Cordel Encantado, Zé Celso faz sua primeira incursão na TV, mas como ator. Seu personagem terá um tom bastante lúdico. Amadeus irá prever o destino de Rei Augusto nas terras brasileiras através dos sonhos que ele interpretará. Zé Celso diz ter começado bem sua história na televisão e adorou conhecer o universo das novelas. “Gostei muito da Amora, muito bonita, ela tem um "quê" de Madonna e dirige muito bem. Na França, eu saquei o trabalho que dá fazer uma novela, mas eu adoro esses desafios. Todo mundo foi maravilhoso comigo, gravamos em lugares lindos”, afirma.

publicado por artedetodos às 19:24
link do post | comentar | favorito

Marcelo Novaes vai interpretar o gago Quiquiqui

Ator se inspirou em amigos e até no Diogo do Big Brother Brasil 11 para viver um personagem cheio de humor

 

Marcelo Novaes será o gago Quiquiqui

Para interpretar Quiquiqui, seu novo personagem na próxima novela das seis, Marcelo Novaes teve um novo desafio: aprender a gaguejar. Na trama, ele vive um músico de Brogodó, a cidadezinha onde se passa parte da história, e tem uma banda junto com seu irmão Setembrino (Glicério Rosário) e o amigo Farid (Mouhamed Harfouch). O trio toca esporadicamente na venda de Florinda (Emanuelle Araújo) e faz a alegria nas festas da cidade. “É um personagem muito interessante e um desafio muito grande para mim”. Segundo o ator, ele se inspirou no filme vencedor do Oscar 2010, “O Discurso do Rei”, e também no participante do BBB 11 Diogo para compor a gagueira de seu personagem. Leia abaixo a entrevista na íntegra com Marcelo Novaes.

Quais as principais características do Quiquiqui?

Ele é gago, é percussionista, toca zabumba e canta no trio com o irmão dele e o Farid. É do pessoal do bem de Brogodó, um personagem cômico da novela, que está sendo criado ainda, não só pelas autoras, mas também por mim. Ele tem uma timidez, mas ao mesmo tempo é muito justiceiro. A gagueira o incomoda bastante, principalmente quando se refere a um amor. Agora, o gago quando canta não gagueja. Tem umas canções que a gente está estudando para fazer, nessa hora ele não vai ser gago.

O que você está achando do seu personagem?

É um personagem muito interessante e um grande desafio para mim. Eu sempre tive vontade de fazer um gago, era um sonho. Conheço alguns amigos que são gagos e sempre pensava em um dia fazer um personagem assim. Murilo Benício já fez um gago maravilhoso. Pretendo continuar agarrando essas chances de fazer personagens diferentes, como o Quiquiqui, que está sendo um personagem difícil de compor. Desde alguns anos de carreira para cá, eu venho vendo que preciso de uns dois meses com o personagem para me sentir um pouco confortável para depois falar “peguei ou não peguei” o tom dele. Acho que é necessário esse exercício, aí você começa a bater bola com os autores. Me sinto construindo o personagem.

Como você se preparou para viver um gago?

Me inspirei nos amigos, coisas que vi na internet, o próprio Diogo do Big Brother me ajudou, eu ficava prestando bastante atenção nele. Fui ver o filme "O Discurso do Rei" também. Estou tentando achar um meio termo para que não fique repetitivo, nem muito lento, mas que seja engraçado. Quero também transmitir o problema da gagueira, mostrando que ninguém se sente confortável com isso. É um problema que tem tratamento, que tem como melhorar bastante.

Seu personagem é músico. Qual a sua relação com música?

Eu tenho uma noção bem rasa, vamos dizer assim, de percussão. Gosto muito de música, tenho um estúdio na minha casa, já toco há muitos anos. Toco um pouco de gaita, de bateria, de percussão, violão. Tenho certa noção musical, nada demais. Fiz aulas de zabumba, do zero já não estou. Estou levando fé e feliz com o personagem.

publicado por artedetodos às 19:18
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Timóteo desconfia da relação de Herculano com Jesuíno

'Tem alguma coisa nessa ciranda que meu pai está escondendo', diz

Timóteo tenta arrancar algo de seu pai, mas o coronel disfarça

 

Timóteo (Bruno Gagliasso) fica revoltado após Herculano (Domingos Montagner) atrapalhar mais uma de suas emboscadas para Jesuíno (Cauã Reymond). O rapaz tentava prender o sertanejo com a ajuda de Tibungo (Land Vieira), quando o Rei do Cangaço chegou e acabou com a festa dele. De início, o filho do coronel acreditou que este seria o fim de Jesuíno, mas ele foi salvo.

Ao voltar à fazenda, o rapaz corre para contar para seu pai tudo o que aconteceu. “Herculano botou a gente para correr e ficou com Jesuíno. O cangaceiro tomou partido daquele borra-botas contra mim! Por que, meu pai?”, questiona.

Januário não liga para a reclamação do filho e manda que ele esqueça Jesuíno. Indignado, Timóteo não entende a reação de seu pai: “O que Herculano fez comigo foi uma falata de respeito com o senhor”.

“Se não quer problemas, não se meta com Jesuíno”, retruca o fazendeiro, dando um fim a conversa.

Intrigado, Timóteo fica desconfiado e fala para si mesmo: “Meu pai protege Herculano que protege Jesuíno que é protegido de meu pai... Tem alguma coisa nessa ciranda que meu pai tá escondendo de mim...”. Será que o rapaz vai descobrir que seu rival é filho do cangaceiro?

publicado por artedetodos às 19:12
link do post | comentar | favorito

Herculano faz Augusto acreditar que Aurora está morta

Nicolau desconfia da história contada pelos cangaceiros

Cangaceiros contratam mulher para dizer que a princesa Aurora não sobreviveu

No carro com Nicoau (Luiz Fernando Guimarães), Príncipe Felipe (Jayme Matarazzo) e General Baldini (Emilio de Melo), Rei Augusto (Carmo Dalla Vecchia) é cercado por Capitão Herculano (Domingos Montagner) e seu bando. O Rei do Cangaço faz sinal para a majestade sair do carro, e diz que sabe onde está a Princesa Aurora. “Encontrei o paradeiro de sua filha! Vou lhe dizer como chegar lá!”, afirma o cangaceiro, que manda Zóio-furado (Tuca Andrada) levar a comitiva até a casa onde está a mulher que teria ficado com a menina.

Baldini e Nicolau duvidam sobre a sinceridade dos cangaceiros, mas Augusto diz ter certeza de que eles estão dizendo a verdade. Chegando em um casebre simples do sertão, Zóio-Furado apresenta à realeza uma suposta dona-de-casa, chamada Zefa. Dona Cândida (Ilva Niño) se faz passar por mãe da mulher, que foi paga pelos cangaceiros. “Capitão Herculano disse que o rei perdeu sua filha faz vinte anos. Foi justo quando eu tomei uma menina para criar”, conta Zefa.

O rei e príncipe Felipe ficam decepcionados

Augusto se interessa pela história e pergunta como foi que ela encontrou sua filha. Emocionado, ele escuta que certo dia uma moça muito bonita, com rosto delicado, roupa suja e segurando um bebê, bateu em sua porta.

Zefa descreve a mulher exatamente como era a rainha e Augusto lhe mostra uma foto de Cristina (Alinne Moraes) para saber se ela reconhece a mãe misteriosa. “Pois foi a Rainha Cristina que pôs a criança em meus braços, pediu que eu olhasse por ela, e partiu, sem dizer mais nada”, afirma a dona do casebre.

Muito mexido, Augusto pergunta por Aurora e fica confuso com as revelações de Zefa: “Peguei sua filha para criar com todo o amor. Que nem fosse minha... Mas meu amor não bastou para lhe garantir a vida. Ela morreu, pouco tempo depois que chegou.”

A revelação surpreende a todos. Felipe e Cândida tentam consolar o rei, que fica arrasado em saber que a filha está morta. “É estranho... Aqui dentro, eu não consigo acreditar. Eu sinto que Aurora está viva!”, diz ele. Questionada sobre a medalha de Santa Eudóxia, a cangaceira tenta disfarçar, dizendo que talvez a rainha tenha a perdido no caminho. Nicolau percebe a tensão entre Zefa e Dona Cândida.

Rei Augusto chora no falso túmulo da princesa e, como gratidão, entrega dinheiro à Zefa por ter cuidado e dado carinho à Aurora, ainda que ela estivesse muito fraca para sobreviver. Na hora de partir, Nicolau deixa seu relógio em uma cadeira, sem que ninguém perceba, e parte com sua comitiva.

Mas por que será que o mordomo deixou seu relógio no casebre? (já sabemos a resposta num post anterior:),)

publicado por artedetodos às 19:04
link do post | comentar | favorito

Jornal: 'Cordel Encantado' estreia com audiência menor que 'Araguaia'

Bianca Bin e Cauã Reymond protagonizam 'Cordel Encantado'
Foto: Orlando Oliveira e Francisco Cepeda /AgNewsTerra

A estreia de Cordel Encantado na grade de dramaturgia da Globo não teve um bom índice como o de suas antecessoras. De acordo com a coluna Zapping, do jornal Agora São Paulo, a novela marcou 24 pontos no Ibope na Grande São Paulo.

As novelas antecessoras, Araguaia e Escrito nas Estrelas, marcaram 26 na estreia. Cordel Encantado mistura contos de fada com literatura de cordel.

ps- o post anterior prova que a novela conseguiu melhorar nas audiências, o que é muito bom:)

publicado por artedetodos às 15:26
link do post | comentar | favorito

Jornal: 'Cordel Encantado' empata na audiência com 'Morde & Assopra'

Segundo a coluna Zapping, do jornal Agora São Paulo, Cordel Encantado e Morde & Assopraregistraram a mesma média de audiência na terça-feira (19).

O jornal diz que ambas registraram média de 27 pontos no Ibope na Grande São Paulo. Resultado considerado bom para Cordel Encantado e preocupante para Morde & Assopra.

Caua Reymond protagoniza 'Cordel Encantado'
Foto: TV Globo/DivulgaçãoTerra

publicado por artedetodos às 15:23
link do post | comentar | favorito

Figurino de 'Cordel Encantado' transforma a novela em passarela

O figurino de Cordel Encantadoencantou. O comentário entre estilistas, figurinistas e fashionistas é unânime: o guarda-roupa da novela é um verdadeiro primor. Assinado pelas figurinistas Karla Monteiro e Marie Salles, as roupas dos personagens da trama se tornaram objetos de desejo ao misturar referências de várias épocas e, assim, conseguir um efeito totalmente contemporâneo. A saia de patchwork usada por Açucena (Bianca Bin), por exemplo, virou hit. "Não param de ligar querendo saber da onde é", comemora Marie.

Ela conta que o guarda-roupa da novela é fruto de muita pesquisa - histórica, de desfiles de moda e de técnicas e materiais artesanais - e todo feito nos ateliês do Projac. "Dividi os personagens em quatro núcleos: Seráfia do Norte, Seráfia do Sul, cangaceiros e Brogodó", conta ela. "O rei Augusto (Carmo Dalla Vecchia) é solar e inspirado no último czar russo, Nicolau II. Como naquela época as fardas eram bordadas a ouro, criei golas e punhos de metal de alumínio", explica Marie, empolgada.

Soluções criativas e exóticas estão presentes em todo o figurino. Para a rainha Cristina (Alinne Moraes), Marie lançou mão de uma técnica chamada shibouri. "É uma espécie de tie-dye indiano, desenvolvido pela atriz Cristina Aché. São tecidos manchados e garantiram um visual suave", diz. Já a vilã Úrsula (Débora Bloch) usa cores fortes, como bordô, vermelho e azul, ombreiras, muitas rendas e plumas. "Me baseei nos desfiles de verão 2011 de grifes como Balmain, Pucci e Gucci. As roupas dela têm transparência, pedras e penas", enumera Marie. Todos os chapéus foram encomendados ao designer Denis Linhares.

Para elaborar o visual dos cangaceiros, Marie foi para o Ceará e se deslumbrou com a cultura local. "O que mais me impressionou no Nordeste foi a riqueza do artesanato feito em couro e o Museu do Vaqueiro, que visitei. Além disso, investi em tramas artesanais da região, como crochê, linhão e as rendas filé, de bilros e renascença", ressalta. O vestido de baile de Açucena, por exemplo, é todo de renda filé com um acessório inesperado: um cinto de piaçava. "Era uma pulseira da designer Maria Oiticica que foi transformada em cinto", revela Marie. E a figurinista lembra que a saia longa de patchwork da personagem é pura tendência. "O que aproxima o público", analisa.

No núcleo Brogodó, destaque para as roupas e chapéus da primeira-dama da cidade, Dona Ternurinha (Zezé Polessa), que vem a ser, segundo Marie, uma típica emergente. "Os vestidos são bordados com madeira e coco. E os chapéus enfeitados com pássaros".

Débora Bloch interpreta a vilã Úrsula em 'Cordel Encantado'
Foto: Divulgação

publicado por artedetodos às 15:20
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 22 de Abril de 2011

Blog da Luiza Valdetaro (Antônia)

http://bloglog.globo.com/luizavaldetaro/

publicado por artedetodos às 16:53
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Nicolau descobre farsa de cangaceiros sobre princesa Aurora

Mordomo percebe que eles armaram para o rei acreditar na morte da menina

Nicolau percebe que tudo não passou de uma farsa para enganar o rei

Herculano (Domingos Montagner) e seu bando resolveram armar para Rei Augusto (Carmo Dalla Vecchia) acreditar que a princesa Aurora está morta. Mas Nicolau (Luiz Fernando Guimarães) não engoliu essa história e deu um jeito de voltar à suposta casa onde a princesa teria sido deixada.

Com a desculpa de que esqueceu seu relógio, o mordomo consegue se separar da comitiva real e vai atrás da verdade. Ele se esconde perto do casebre e se depara com Cândida (Ilva Niño) dando dinheiro à Zefa, mulher contratada para mentir para o rei.

Logo depois, Zóio-furado (Tuca Andrada) se aproxima e pergunta se o plano deu certo. De longe, Nicolau percebe a farsa: “Eu sabia! Era tudo mentira! Era tudo mentira!”

Cândida e o cangaceiro dão instruções para Zefa não comentar com ninguém sobre o serviço e vão embora. Nicolau bate na porta e afirma que deixou seu relógio cair.

O parceiro de Úrsula pega seu pertence e vai embora, deixando Zefa preocupada. “Será que ele desconfiou de alguma coisa?”, questiona para si mesma.

O que será que Úrsula vai fazer quando souber dessa história?

 

publicado por artedetodos às 16:38
link do post | comentar | favorito

Herculano livra Jesuíno de mais uma armadilha de Timóteo

Rei do Cangaço se emociona ao perceber a coragem do filho

Herculano se aproxima e flagra Jesuíno feito de refém por Timóteo e Tibungo

Cumprindo ordens de Januário Cabral Reginaldo Faria), Jesuíno (Cauã Reymond) volta ao brejo onde jogou a chave do carro de  Timóteo (Bruno Gagliasso), para recuperar o objeto perdido. No local, é abordado pelo filho do coronel, que parte para cima do sertanejo com ajuda de Tibungo (Land Vieira). Quando Jesuíno é imobilizado, alguém chega e pergunta o que está acontecendo. É Capitão Herculano (Domingos Montagner), que deixa Timóteo e seu comparsa apavorados. “Dois valentes no dois contra um. Cadê a valentia agora?”, pergunta o Rei do Cangaço.

Timóteo arma mais uma vez contra Jesuíno

Timóteo e Tibungo saem correndo antes mesmo de o cangaceiro descer do cavalo. De pé, Jesuíno se apresenta e aperta a mão de Herculano, sem saber que está diante de seu pai. Ao se abaixar para pegar a chave do carro no chão, a medalha de Santa Eudóxia escorrega e desperta a curiosidade do capitão: “Que mal lhe pergunte, Jesuíno, que medalha é essa que você tem no peito?”.

Intrigado, o rapaz vai logo avisando que tem seus motivos para não dizer de onde vem a joia, e que não tem apreço por cangaceiros. Herculano pega o filho pelo braço: “Moleque, me respeite! Que de minha fama tu não conhece nem sombra”.

Jesuíno nem imagina que o temido cangaceiro é seu pai

Jesuíno volta a dizer que não gosta de ladrões e deixa o cangaceiro tocado. “Pelo menos, coragem tu tem de sobra, cabra. Tu sabe de onde vem essa valentia, Jesuíno?”, questiona o capitão, antes de ir embora levando os cavalos de Timóteo e Tibungo. Sem entender, Jesuíno pergunta para si mesmo: “De onde vem minha valentia?”.

publicado por artedetodos às 16:02
link do post | comentar | favorito

Cordel Encantado - Chamada

http://www.youtube.com/watch?v=xes-5krL-xQ&NR=1

{#emotions_dlg.lips}

publicado por artedetodos às 15:55
link do post | comentar | favorito

Açucena faz as pazes com Jesuíno após fugir do convento

Herculano vê o casal se beijando e fica tocado com a cena

Jesuíno e Açucena se reconciliam

Acolhida na casa de Bartira (Andréia Horta) após fugir do convento, Açucena (Bianca Bin) recebe o carinho dos pais, que lhe cobram uma explicação. Questionada se o motivo da fuga era Jesuíno (Cauã Reymond), a moça tenta desconversar, mas tem uma surpresa: o noivo já está lá fora, esperando para falar com ela. “Jesuíno taí fora?”, pergunta Açucena. “Tá. Esse homem quase morreu quando soube que tu tinha caído do cavalo”, responde Euzébio (Enrique Diaz).

O casal se emociona no reencontro

Os noivos ficam a sós, e Jesuíno pergunta por que Açucena resolveu fugir no meio da noite. Ela confessa que ficou com medo de perdê-lo para a filha do prefeito. Emocionado, o rapaz responde que seu coração é da sertaneja. “Sou todinho seu, meu amor. Sempre fui e sempre vou ser!”, ele diz.

Quando Euzébio e Virtuosa (Ana Cecília Costa) voltam para o quarto, a filha pede para ir para Brogodó. Mas, preocupada com as buscas do rei pela princesa, a mãe da moça prefere que ela fique em Vila da Cruz. “Já falamos com Bartira. E ela deixou você ficar aqui até ficar boa por completo”, afirma Virtuosa.

Ao se despedir na porta da casa de Bartira, o casal troca juras de amor e se beija. Perto dali, Herculano (Domingos Montagner) espia o filho com a noiva e fica tocado com a cena.

publicado por artedetodos às 15:52
link do post | comentar | favorito

João Miguel estreia em novelas como cangaceiro de gestos afeminados

'Eu diria que a vaidade de Belarmino faz ele pensar como uma mulher', diz o ator

João Miguel será Belarmino, ajudante do Rei do Cangaço

Reconhecido por seus trabalhos no cinema e no teatro, o baiano João Miguel terá sua estreia em novelas na próxima trama das seis da Rede Globo, Cordel Encantado. Assim como no premiado filme "Cinema, aspirinas e urubus", de 2005, seu personagem viverá no sertão nordestino, só que desta vez será um valente cangaceiro, chamado Belarmino. Integrante do grupo de Herculano (Domingos Montagner), Bel será vaidoso e de gestos afeminados, o que não o impedirá de se transformar em um homem implacável na hora da luta e de ter o respeito de todos os companheiros do cangaço. "Eu diria que a vaidade de Belarmino faz ele pensar como uma mulher", diz o ator.

O que o levou a aceitar o papel para fazer sua primeira novela?

Já existia um namoro meu com a televisão, uma vontade de viver a dramaturgia com um personagem em aberto. Eu sou muito intuitivo e acho que esse é o momento certo de experimentar com o Belarmino, um papel muito interessante.

Quais as principais características de Belarmino?

Ele é assistente do Capitão Herculano, um braço direito. Eu o vejo como um informante que circula por outros núcleos para levar a informação para o cangaço. Mas ao mesmo tempo ele é extremamente vaidoso e passa por um lado feminino. Eu diria que a vaidade de Belarmino faz ele pensar como uma mulher. Ele tem essa ambiguidade.

Qual a expectativa para sua primeira novela?

Me parece que esse universo é muito sugestivo e o público vai adorar. São grandes atores e autoras. Tenho a melhor das expectativas.

Você tem o hábito de ver novelas?

Quando eu era criança assistia mais, já que não trabalhava e tinha mais tempo. A novela é algo muito forte no Brasil, é um meio muito popular. Acho muito legal a comunicação entre o ator e o público que ela permite.

publicado por artedetodos às 15:51
link do post | comentar | favorito

Cordel Encantado - Chamada de Personagens

http://www.youtube.com/watch?v=7wwo-LsjgEU&NR=1

publicado por artedetodos às 15:42
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Carmo Dalla Vecchia busco...

. Thiago Lacerda brinca com...

. Influenciada por Úrsula, ...

. Amália socorre Miguézim

. Lucy Ramos aprendeu truqu...

. ‘Me sinto privilegiada em...

. Conferimos as gravações d...

. Vídeo Show mostra os bast...

. Figurino de época de 'Cor...

. Veja como foram as gravaç...

. Acompanhamos as gravações...

. Vídeo Show mostra as grav...

. Vídeo Show News: Elenco ...

. Vídeo Show acompanha a fe...

. Confira o making of do ac...

.arquivos

. Maio 2011

. Abril 2011

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds